Prevenção à febre reumática

Posted on

A Febre Reumática é uma doença inflamatória que pode comprometer as articulações, o coração, o cérebro e a pele de crianças de 5 a 15 anos.

Qualquer criança que tem infecção de garganta pode apresentar Febre Reumática? É importante saber que esta manifestação da febre reumática pode vir isolada (sem a artrite e/ou cardite) e meses após o quadro da infecção de garganta. Qual o problema se a criança tiver mais de um surto de Febre Reumática? A retirada das amígdalas pode melhorar a Febre Reumática ou impedir que criança tenha outros surtos? Muitas vezes, a cardite ( inflamação do coração ) inicia ao mesmo tempo que as dores articulares e a febre. A febre reumática é uma doença inflamatória que ataca o coração e suas válvulas levando a sua progressiva destruição. – Cardite: a febre reumática ataca todo o coração, desde o pericárdio, membrana que o envolve, até o próprio músculo cardíaco (miocárdio) e as válvulas do coração. A cardite é a complicação mais grave da febre reumática e ocorre em cerca de 40 a 50% dos casos. A cardite e a artrite costumam ser, após a febre, os dois primeiros sintomas da febre reumática.

Prevenção da febre reumática

  • Febre Familiar do Mediterrâneo
  • Reumatismo Palindrômico
  • Hidrartrose intermitente

A Febre Reumática é uma doença que pode afetar várias partes do corpo como pele, articulações, coração e sistema nervoso.

A febre reumática pode causar danos permanentes ao coração, incluindo insuficiência cardíaca. Sinais e sintomas de febre reumática resultam na inflamação do coração, articulações, pele ou do sistema nervoso central e podem incluir: – Febre – Endocardite, um infecção no endocárdio (revestimento interno do coração) O médico irá fazer um diagnóstico de febre reumática com base em: – Sinais e sintomas presentes ou anteriores As pessoas que vivenciaram inflamação do coração quando tiveram febre reumática, são aconselhadas a fazer o tratamento preventivo com antibióticos por muito mais tempo, ou até mesmo por toda vida. Os danos ao coração causados pela febre reumática podem não aparecer até muitos anos após a doença. Outra causa de sopro no coração é a febre reumática provocada por reação imunológica do organismo contra antígenos ou componentes do estreptococo, uma bactéria que, em geral, infecta a garganta. Amidalites podem ser a causa de febre reumática responsável por lesões valvares importantes; * Tenha confiança no restabelecimento de sua criança que vai passar por cirurgia cardíaca. A febre reumática pode causar danos permanentes no coração, incluindo as válvulas cardíacas danificadas e insuficiência cardíaca. Danos ao coração de febre reumática podem não aparecer até que muitos anos passem após a doença aguda.

Prevenção do Sopro no Coração

  • Lúpus Eritematoso Sistêmico
  • Artrite Reumatóide
  • Esclerodermia Sistêmica
  • Miopatias Inflamatórias
  • Síndrome de Sjögren
  • Doença Mista do Tecido Conjuntivo
  • Síndrome do Anticorpo Antifosfolípide

Refere-se a uma inflamação do miocárdio, do pericárdio ou do endocárdio e diz respeito à manifestação mais significativa da febre reumática, pois pode causar danos permanentes no coração.

Em nosso meio uma importante causa de sopro cardíaco é a febre reumática, uma doença adquirida, em que há lesão das válvulas do coração, principalmente as válvulas mitral e aórtica. Muitas anormalidades das válvulas do coração são causadas pela febre reumática – uma doença inflamatória que pode ocorrer após uma infecção de garganta pela bactéria estreptococo que não foi tratada. Em geral, quando um sopro do coração interferir significativamente com a capacidade do coração de bombear sangue, o paciente pode experimentar um ou mais dos sintomas seguintes: Falta de ar Por exemplo, ele pode perguntar por uma história de febre reumática, porque esta doença é a principal causa de anormalidades das válvulas do coração. Você pode prevenir muitas anormalidades das válvulas do coração prevenindo a febre reumática. Quando um sopro inocente do coração é ativado por febre, ansiedade ou esforço físico, ele pode desaparecer depois que o fator desencadeante tiver fim. Muitas vezes, a criança nasce com um sopro, devido ao coração ainda não ter terminado de se formar completamente, mas geralmente desaparece nos primeiros meses de vida. Doenças degenerativas das valvas do coração, mais freqüentes em idosos, também podem causar sopro, como no caso da estenose da valva aórtica. O sopro é diagnosticado pela ausculta do coração pelo médico que atende a criança ou o adulto.

Tratamento e Recuperação do Sopro no Coração

  • Quedas e tropeços frequentes
  • Febre prolongada ou recorrente
  • Pedidos constantes de colo
  • Dor, inchaço, calor e vermelhidão nas juntas
  • Perda de peso e atraso no crescimento
  • Alterações posturais

A cardite é a manifestação mais importante da febre reumática aguda por ser a única que pode resultar em seqüela permanente e mesmo na morte.

Quando ocorre a pericardite, a presença ou ausência de sopro é útil para se fazer o diagnóstico, pois o sopro está sempre presente na pericardite da febre reumática. Um sopro cardíaco de outra etiologia pode ser confundido com aquele da febre reumática aguda. Como a infecção assintomática também pode levar à recorrência da febre reumática, mesmo um tratamento perfeito das infecções sintomáticas pode ser falho na prevenção das recorrências. Na grande maioria dos pacientes que desenvolvem a cardite durante o surto de febre reumática, esta já está presente quando o paciente é visto pela primeira vez. Os sintomas da febre reumática são variados e podem acometer as juntas, o coração, o sistema nervoso e a pele. A Febre Reumática (FR), por sua vez, é uma síndrome clínica caracterizada por lesões inflamatórias não supurativas do coração (cardite), articulações (artrite), sistema nervoso central, pele e tecido celular subcutâneo. O sopro patológico aparece principalmente em adultos que tiveram febre reumática na infância, visto que a doença pode provocar lesões nas valvas cardíacas. Após um episódio grave de febre reumática aguda ou após vários episódios de febre reumática aguda os doentes podem desenvolver alterações no coração crónicas que agravam com o tempo. Chama-se Cardite Reumática a este envolvimento cardíaco que resulta de um ou mais episódios de febre reumática aguda.

Prevenção à febre reumática

A febre reumática é uma doença autoimune que provoca dores nas articulações e destruição das válvulas do coração.

Apesar da diminuição da sua prevalência, a febre reumática ainda existe, e é muitas vezes esquecida no diagnóstico diferencial dos paciente com artrite, febre e cardite. A doença é causada por um processo autoimune após infecção por estreptococos do grupo A. Nenhum teste isolado consegue diagnosticar a febre reumática aguda. As 5 principais manifestações da febre reumática aguda são cardite, artrite, coreia, eritema marginado e nódulos subcutâneos, sendo a cardite e a artrite as mais frequentes dentre essas manifestações. Enquanto todas as demais manifestações da febre reumática aguda remitem sem sequelas, a cardite pode resultar em doença reumática cardíaca crônica. Não são patognomônicos de febre reumática, nestes casos costumam aparecer várias semanas após o início do surto e são associados a cardite crônica grave. É importante a realização do ecocardiograma em toda criança com suspeita da Febre Reumática, já que a lesão pode ser pequena e não aparecer no exame físico feito pelo médico. Quando há o diagnóstico de Febre Reumática, passa a ser necessário evitar que haja nova infecção, que poderia afetar ainda mais o coração da criança. Fonte: www.geocities.com A febre reumática é uma inflamação das articulações (artrite) e do coração (cardite) que se deve a uma infecção estreptocócica, habitualmente da garganta. Nesse mesmo país, a criança que tiver uma infecção estreptocócica ligeira (habitualmente inflamação de garganta) e não receber tratamento apresenta uma probabilidade de desenvolver febre reumática de 1 em 1000. Fonte: www.manualmerck.net A febre reumática é uma doença autoimune que provoca dores nas articulações e destruição das válvulas do coração. A febre reumática aguda ocorre três semanas após a infecção e pode afetar as articulações, pele, cérebro e o coração. A febre reumática pode causar danos permanentes ao coração, incluindo válvulas cardíacas danificadas e insuficiência cardíaca. Lesão do músculo do coração- A inflamação associada a febre reumática pode enfraquecer o músculo cardíaco, resultando em função de bombeamento pobre. pessoa com sopro no coração anormal geralmente tem outros sinais e sintomas de