O bruxismo associado à dor de cabeça (cefaléia) e pescoço (torcicolo)

Posted on

Essa placa de silicone também é usada para o tratamento do bruxismo, uma disfunção que faz o paciente ranger os dentes, geralmente à noite.

Para convencê-lo a insistir nessa alternativa, a dentista Cibele dal Fabbro colocou uma microcâmera em sua boca para mostrar o estado dos dentes, como mostrou a reportagem do Phelipe Siani. Outros problemas como traumas ou defeitos congênitos também podem alterar o crescimento entre maxila e mandíbula, levando o paciente à necessidade de fazer uma cirurgia. O diagnóstico, a prevenção e o tratamento do bruxismo associado à dor na cabeça (cefaleia) e no pescoço (torcicolo). Os músculos masseter e os músculos na cabeça e no pescoço são frequentemente associados a dores decorrente do bruxismo. A dor no pescoço é tão frequente quanto a dor na cabeça e, assim como a primeira, é diagnosticada como causada pelo bruxismo após muito tempo de sofrimento do paciente. O estiramento no pescoço limita os movimentos da cabeça e provoca dores que vão de leves a intensas e que podem perdurar por dias. Essas duas providências são indicadas principalmente para os casos mais agudos da dor associada à cabeça ou pescoço. Analgésicos, antiinflamatórios e, principalmente, os relaxantes musculares são bem indicados quando a dor na cabeça ou pescoço estão associadas ao bruxismo. A dor de cabeça e a dor no pescoço associados ao bruxismo compartilham das mesmas indicações preventivas.

Isso porque a inflamação é a causa raiz de todos os tipos de problemas como artrite, dor nas costas, dores musculares, etc.

  • Desgaste dos dentes,
  • Dor durante o bocejo,
  • Dor de ouvido,
  • Dor de cabeça,
  • Entre outros.

[1] Saber o que causa essa dor pode ajudar no tratamento e evitar inchaço, problemas na mastigação e limitação de movimentos.

3 Se emoções extremas ou complicações comportamentais estiverem causando o bruxismo, que por sua vez provoca uma dor extrema na mandíbula, considere tratar das causas emocionais ou comportamentais. Talvez também seja bom comprar um protetor bucal para evitar ranger os dentes de noite, pois isso pode contribuir para a dor no maxilar sem você perceber. 3 Remédios para a dor vendidos sem receita médica, como paracetamol ou ibuprofeno, podem ajudar a tratar da inflamação e de outros sintomas da dor no maxilar. Muito raramente, a mandíbula pode tornar-se “fechada”, causando dificuldade no abrir ou fechar da boca. Os três sintomas cardinais da DTM são: dor facial, função mandibular restrita e ruídos nas articulações. Fonte:  Clínica Hong O bruxismo, uma das prováveis causas da disfunção da ATM, também é um potencializador dos sintomas da disfunção quando as causas podem ser artroses ou outros problemas. Infelizmente, essa articulação é passível de dores causadas por problemas articulares, musculares ou nevrálgicos cujos sintomas podem ser agravados pelo bruxismo. O bruxismo normalmente desenvolve algum tipo de dor ou desconforto aos músculos masseter, bucinador e temporal ( que é o músculo que provoca dores de cabeça ). A postura corporal pode comprometer a musculatura do pescoço e até mesmo a facial, e deve ser reprograma para uma melhor harmonia muscular e postural.

V ou FUm dos sintomas de uma dilatação aneurismática da aorta ascendente pode ser a IC ou congestão da cabeça, pescoço e extremidades superiores

  • Localizada em torno da articulação temporomandibular, mas pode se direcionar para a cabeça, pescoço e orelhas.

Isso acontece porque os músculos do pescoço participam dos movimentos mandibulares relativos ao bruxismo ( e à mastigação ), e são muito exigidos durante a atividade de apertar ou ranger dos dentes.

Muitas pessoas sofrem de dores de cabeça, de ouvido, músculos da face, pescoço e costas. Posições posturais viciosas, relacionamento dental inadequado, apertamento e/ou ranger de dentes, associados ao stress, normalmente culminam em quadros crônicos de dores nos músculos da face, da cabeça e do pescoço. O principal indicativo de uma alteração na ATM é o estalido (clique), normalmente acompanhado de dor que se manifesta na cabeça, face, pescoço, olhos e dentes. Acidentes que envolvem a mandíbula, cabeça e pescoço ou doenças, como artrite, podem resultar em problemas da ATM. Fatores relacionados à oclusão dos dentes (mordida) também podem causar essas desordens Hábitos bucais, como o bruxismo, podem ser uma resposta ao estresse do sistema. As pessoas podem apertar ou ranger os dentes durante a noite, esses movimentos causam o cansaço dos músculos que também resultam em espasmos, causando dor. Quando isso acontece, podem ocorrer diversos problemas na hora de falar e se alimentar, como dores, estalos e até deslocamento da mandíbula. A dor é o sintoma mais comum quando essa articulação é atingida, e, em algumas situações, ela pode até se expandir para o pescoço. Este último exemplo sendo provocado pelo uso em excesso do músculo, causado por problemas de desalinhamento dos dentes superiores e inferiores, dentes ausentes, ou distúrbios do sono.

OUTROS PROBLEMAS PODEM DESENCADEAR A DOR DE CABEÇA:

  • Terapia de aplicação ortopédica (placa estabilizadora);
  • Terapia oclusal (ortodontia, reabilitação oral, etc…);
  • Correção de problemas dentários;
  • Cirurgia

Nestes casos, a pessoa fica com a mandíbula deslocada, impedindo-a de fechar a boca, causando muita dor, incapacidade de alimentar-se e de falar.

Esta síndrome gera desconforto na região da face e da mandíbula, dor de cabeça persistente, estalos ao abrir a boca e pode, até, levar ao surgimento de labirintite e zumbidos. As causas são várias e o tratamento pode ser feito com relaxantes musculares, analgésicos, anti-inflamatórios, fisioterapia, cirurgia ou uso de placas de mordida para proteger os dentes. Abra a sua boca, em seguida, coloque dois dedos nos dentes inferiores da frente, e puxe levemente para baixo, segurando por alguns segundos. Lentamente tente abrir a boca mantendo os dentes juntos e centrados sem mover a mandíbula para esquerda e nem para a direita. A borda da língua pode ficar marcada e os próprios dentes podem apresentar desgaste devido aos movimentos. Primeiramente, é preciso encontrar a causa da patologia que pode ser de fundo emocional ou problemas na estrutura dos próprios dentes. Sintomas Ao abrir a boca, a mandíbula pode travar pessoa não consegue fechar a boca, sofrendo o desconforto até que a articulação volte à posição original. Em alguns casos, a articulação pode ficar “travada” quando a boca se encontra fechada, ou, ao contrário, “travar” com a boca aberta, eventualidade mais rara. Esses sintomas são mais intensos pela manhã, especialmente nos pacientes com bruxismo, que cerram os dentes com força durante o sono.

Dores e sons nas articulações, dores na região temporal da cabeça, dificuldades e ou dores durante a mastigação são comuns, e tem tratamento.

Apertar forte a mandíbula ou ranger os dentes durante o sono (bruxismo) cansa os músculos da boca.

Causas Ranger os dentes (bruxismo) O câncer das glândulas salivares na boca, pescoço e garganta pode causar dor no ouvido e na mandíbula. As causas podem ser muitas: Existem muitas doenças que podem criar problemas nesta articulação como a artrite, a artrose, etc. Quando a mordida é irregular pode causar dor na mandíbula e nos dentes. Nesta cirurgia, a causa mais comum de dor na mandíbula é a duração em que a boca permanece aberta. Estes cobrem os dentes à noite para reduzir o fechamento da boca e o bruxismo.