Afinal de contas para que serve o UC-II / Condres?

Posted on

O uso do colágeno ativado do tipo II, com uma quebra programada, apresenta evidências de favorecer a formação de um novo tecido cartilaginoso.

Colágeno X Envelhecimento Produzido naturalmente pelo corpo através dos fibroblastos, o colágeno presente em nosso organismo durante a juventude representa até 13 de toda nossa estrutura óssea, dérmica e muscular. Doenças decorrentes de esforço físico e desgaste ósseo como artrose, artrite, e fibromialgia tendem a surgir com maior facilidade devido à deficiência de colágeno. Isso significa que muitos sinais próprios do envelhecimento devem-se à queda do nível de colágeno, que pode ser minimizado através da alimentação e suplementação adequada. Além disso, estudos indicam que uso do colágeno hidrolisado no tratamento de lesões e fraturas podem melhorar a resposta imunológica do organismo, acelerando a regeneração e recuperando tecidos. Sem um balanço nutricional adequado, o organismo não ofertará esses aminoácidos como colágeno e os efeitos benéficos da proteína talvez não sejam alcançados. Entenda as principais diferenças entre colágeno tipo I e II e como eles podem ajudar você a virar o jogo. Mas você sabe a diferença entre o colágeno tipo I e tipo II? - Dor e rigidez - Inchaço - Ruído com o movimento articular ou estalos - Diminuição da função da articulação 4) Quais as principais diferenças entre suplementar colágeno tipo I e II? O colágeno tipo II é a principal proteína estrutural na cartilagem e é responsável pela sua resistência, tração e firmeza.

Para que mais serve a Canela de Velho?

  • Artrose primária
  • Artrose secundária

5) Já uso o Colágeno tipo I, devo utilizar também o colágeno tipo II?

Os peptídeos bioativos de colágeno tipo I irão fornecer aminoácidos para a formação do colágeno no corpo, como pele e cartilagem articular. Já o colágeno tipo II tem uma função especificamente articular, promovendo uma ação anti-inflamatória, reduzindo inflamação e degeneração articular. O uso de suplementação com colágeno vai auxiliar de duas maneiras: 1) reduzir o processo inflamatório e a dor; 2) retardar a progressão da doença e degeneração da cartilagem. 7) Em quanto tempo de tratamento devo começar a perceber os resultados da suplementação de colágeno tipo I e II? 8) Por que a mistura dos 2 tipos de colágeno pode trazer melhores resultados? 9) Quais os benefícios que um suplemento que contemple em sua composição colágeno tipo I e II pode trazer? 10) Qual a melhor hora para tomar o colágeno? Estudos indicam que a melhor hora para consumo do colágeno é em jejum, ou 2h após qualquer refeição. Entre os nutracêuticos, o extrato natural de colágeno como o UC-II, tem ganhado considerável atenção recentemente, devido a sua eficácia no tratamento de OA (CROWLEY et al., 2009).

  • 100% natural;
  • Promove alivio rápido das agonias;
  • Não possui contraindicação;
  • Sem efeitos colaterais;
  • Fortalece os ossos e as articulações;
  • Restaura as células e regenera os tecidos.

O UC-II é um colágeno tipo II não desnaturado derivado da cartilagem do esterno do frango.

A glucosamina e a condroitina são os dois nutracêuticos mais comumente utilizados em humanos, bem como em animais para aliviar as dores associada à artrite (CROWLEY et al., 2009). A artrite reumatóide (AR) é caracterizada pelo ataque de células T ao colágeno tipo II das articulações, o qual resulta em danos a cartilagem, inchaço nas articulações, dor e inflamação. Estes, após o reconhecimento e durante a sinalização da resposta imune, podem iniciar um ataque ao próprio colágeno das articulações (RUDD, et al., 2001 apud  BAGCHI, et al., 2002). Vários estudos já mostraram que a ingestão de COLÁGENO ( ou COLÁGENO HIDROLISADO, COLÁGENO NÃO-HIDROLISADO, UC-II, PEPTÍDEOS DE COLÁGENO, etc… ) não ajuda na regeneração da cartilagem nem na sua manutenção. E hoje tenho certeza que fiz a melhor compra da minha vida! Foi sem dúvidas alguma, o melhor produto que já experimentei, ele cumpre com tudo o que promete e trouxe a minha vida ativa e feliz de volta. O colágeno é uma proteína fibrosa e forte, um componente importante dos ossos, cartilagem, tendões, ligamentos e outros tecidos (pele, unhas, cabelo). O colágeno hidrolisado pode desempenhar um papel de vital importância para aquelas pessoas com risco de desenvolver uma doença articular. Esse produto é rico em colágeno, que é uma proteína que se encontra em sua grande maioria no tecido ósseo.

  • Ácido hialurônico (AH): o ácido hialurônico é um componente importante da cartilagem, responsável por levar os nutrientes para dentro das células e por remover os resíduos.

Elas pode se manifesta em ambos os sexos de todas as idades desde atletas a pessoas de mais idade causando intensas dores articulares, rigidez e redução da funcionalidade articular.

A glucosamina e a condroitina são os dois nutracêuticos mais comumente utilizados em humanos para aliviar as dores associadas à artrite e artrose. O Colágeno UC-II® é extraído do esterno do frango, através de um processo patenteado, portanto o mesmo fármaco empregado pela EMS é utilizado no manipulado da Sempre Viva. Sua finalidade é contribuir para a melhoria da resistência estrutural das articulações devido a estrutura do colágeno não desnaturado tipo II presente. Após somente 20 dias tomando o uc 2, as dores melhoraram muito e já sinto meu joelho mais forte. Ou seja, a reposição do colágeno passa a ser fundamental para quem quer minimizar os efeitos do envelhecimento e ainda cuidar das articulações para reduzir dores. Mais sobre Verisol O Veriaol são os peptídeos do colágeno. UC II O UC II é o colágeno tipo II não-desnaturado, derivado da cartilagem de frango. Enquanto isso, os colágenos hidrolisados tipo II ou pepitídeos de colágeno têm uma liberação maior para as articulações, tendo efeito realmente significante para o tratamento das lesões articulares. Por isso, acho que devemos iniciar o uso de colágeno tipo II o mais cedo possível. Estudos recentes mostram redução importante na dor da artrose, no uso de anti-inflamatórios na artrose e melhor desempenho em atividades físicas. Além de diminuírem os sintomas, ainda estimulam a produção de colágeno nas articulações, por condrócitos e até de cartilagem. E, em vez de correr ou fazer outro exercício de alto impacto, seria melhor fazer exercícios sem peso, como natação ou ciclismo. Juntos estes ingredientes formam um time imbatível contra os seus problemas articulares, agindo diretamente neles, melhorando-os e devolvendo a você, uma vida mais ativa, livre de dores e inflamações.